Greve Professores

A gestão municipal de Jaboatão dos Guararapes vem perdendo o total controle neste fim de governo do prefeito Elias Gomes. Em pleno ano de eleição, onde a gestão tenta emplacar a candidata do prefeito, a super secretária Conceição Nascimento, a revolta dos jaboatonenses é cada dia maior. São milhares de servidores, entre eles professores, agentes comunitários de saúde, edemias, conselheiros tutelares, candidatos ao conselho e porque não dizer a população que sente o gosto amargo desta gestão.

Na manhã desta terça-feira (22), em assembléia geral dos servidores que aconteceu no pátio da prefeitura, os professores deflagraram greve geral, o que prejudica todos os alunos da rede municipal de ensino.

A briga dos servidores com a gestão começou desde o momento em que Elias Gomes enviou para a câmara de vereadores, a PL 01/2016, projeto este que aumentou o desconto da contribuição do Jaboatãoprev, com o objetivo de cobrir o rombo da previdência municipal.

Na pauta de reivindicações, a categoria pede aumento salarial de 15% ou o valor do piso nacional e algumas pendências, como o pagamento de 1/3 das férias para alguns servidores e direitos trabalhistas dos aposentados. “Tem professor que gozou as férias no ano passado e ainda não recebeu. Já dos aposentados, servidores que, desde 2008, não recebem seus direitos”, disse a presidente do Sinproja, Maristela Ângela.

Veja também: Teto de escola municipal de Jaboatão dos Guararapes desaba

A greve dos professores vem seguida de uma sequência de erros da gestão do prefeito Elias Gomes, o que demonstra o início de uma crise de governabilidade. No último final de semana a administração passou maior vexame onde vários secretários estiveram em meio a uma grande confusão por conta do cancelamento de mais uma eleição do Conselho Tulelar, causando enorme prejuízo pela segunda vez, a 150 candidatos que gastaram dinheiro em suas campanhas eleitorais. A empresa contratada pela prefeitura de Jaboatão, New Tech Soluções em Novas Tecnologias Ltda, pela bagatela de R$ 387 mil, farrapou e não forneceu as “maquinetas eletrônicas” para computar os votos. No site da empresa que a prefeitura contratou, (http://www.newtechsoftware.com.br/), não há endereço nem telefone de contato.

Veja também: Ex-chefe de gabinete de Elias Gomes declara apoio a Lula Cabral

Os agentes comunitários de saúde já entraram em contato com o blog e informaram que estão em estado de greve e a paralisação geral da categoria poderá ser deflagrada a qualquer momento.

Pelo visto, a administração atual vem enterrando de vez as chances de eleger o sucessor do prefeito Elias Gomes.

Assistam um trecho da manifestação no pátio da prefeitura onde os servidores criticam a gestão pelo número de cargos comissionados. Confiram…