Um homem de 22 anos foi preso em flagrante, em Jaboatão dos Guararapes por suspeita de assédio e aliciamento de menor de idade através de um perfil falso no Facebook. Danilo Farias da Silva, 22 anos, tinha um perfil na rede social com o nome “Rafael Silva” e, segundo a polícia, constrangia os menores ameaçando e enviando fotos do próprio órgão genital, além de exigir fotos das crianças.

Danilo foi preso no bairro de Sucupira a partir de uma denúncia realizada pela família de uma criança de 11 anos ao Departamento de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). A prisão obedece ao artigo 241-D do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que classifica como crime “aliciar, assediar, instigar ou constranger, por qualquer meio de comunicação, criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso”. A pena é reclusão de um a três anos, além de multa.

De acordo com a polícia, a menina sofria assédio por mensagens no Facebook desde o último dia 19 de maio e a família buscou ajuda das autoridades no dia 25 do mesmo mês. As investigações levaram a polícia a marcar um encontro com o homem por meio do perfil da criança e então efetuar a prisão em 26 de maio.

O rapaz trabalhava no bairro de Sucupira como entregador de água e gás e atendia à família da vítima. Na delegacia, ele confessou o crime e admitiu ter criado o perfil para assediar menores de idade. Por não ter antecedentes criminais, ele responderá ao processo em liberdade.

A Delegada Vilaneida Aguiar, titular do caso na DPCA, esclareceu que a polícia tem acesso à conta do autuado e que continua as investigações. Mais de dez meninas que tiveram contato com o homem através do perfil falso já foram indiciadas para prestar depoimento. Nessa conta, segundo a polícia, Danilo já havia adicionado mais de 200 crianças, todas meninas e aparentando ter menos de 14 anos.