Soldado Moises

Eleito pela primeira vez em 2002 com uma votação expressiva de 58.857 votos, sendo o mais votado da oposição e o segundo em todo o Estado, o soldado Moisés não conseguiu mais a mesma força dos policiais para ser reeleito nas eleições seguintes. Naquela época em que ele assumiu o seu primeiro mandato, na solenidade de diplomação, ele foi fardado de policial para o homenagear a classe que o elegeu.

Passado o primeiro mandato, Moisés não conseguiu ser reeleito em 2006, mas obteve 27.365 votos.

Em 2010 ele tentou mais uma vez se eleger deputado estadual, mas não conseguiu, teve apenas 7.230 votos.

Agora em 2014 ele tentou mais uma vez e teve em todo o estado apenas 564 votos.

Soldado Moisés foi um dos fundadores da Associação de Cabos e Soldados, foi é o principal líder do movimentos de reivindicação salarial dos PMs, iniciado há seis anos e que já provocou duas grandes greves (uma no governo de Miguel Arraes, em 1996, e outra no de Jarbas, em 2000).

Este ano quem liderou a greve da PM no estado de Pernambuco, que provocou o maior prejuízo ao patrimônio privado de todos os tempos, foi o soldado Joel da Harpa. O policial, já tentou duas vezes ser eleito vereador em Jaboatão, mas não conseguiu se eleger.

A votação do pastor Cleiton Collins 216.874 votos conseguiu puxar Joel com seus 19.794 votos, o deputado eleito com a menor votação no estado.