A confraternização de Heraldo Selva foi marcada pelo encontro do grupo de oposição ao governo tucano e integrantes do atual governo, inclusive o protagonista, o prefeito Elias Gomes.

De forma dinâmica e inteligente, Heraldo conseguiu reunir duas frentes políticas, uma com os líderes do atual governo e outra com integrantes de um movimento que luta para “Tirar os forasteiros e entregar a cidade de volta aos jaboatanenses“. É desta forma que o movimento se refere ao grupo do prefeito Elias Gomes que é do Cabo de Santo Agostinho.

Há quem chame o prefeito Elias de Faraó, como é o caso do ex-vereador Fernando Gordinho, que não compareceu a confraternização, justificando a sua ausência pela mesma data ser o aniversário de sua esposa.

Na Bíblia, Faraó escravizou o povo de Moisés durante muitos anos, onde séculos depois, Moisés consegue libertar o seu povo das garras do Faraó.

Heraldo mostrou que tem simpatia pelos dois lados da moeda, tanto do grupo da oposição, quanto da situação.

Caso o prefeito Elias Gomes, apoie Heraldo Selva para a sua sucessão, este grupo seria desarticulado facilmente, tendo em vista que o vice-prefeito é muito bem vindo entre eles e é de Jaboatão.

Durante a festa, Elias ficou muito à vontade, demorou horas, conversou com muita gente, comeu feijoada, pousou para as fotos, fez até Selfie. Em nenhum momento ele se intimidou com a presença dos antigos e atuais adversários políticos.

Heraldo Selva precisa vencer a guerra interna do PSB para que o partido, juntamente com o governador eleito Paulo Câmara, dê carta branca e apoio à sua candidatura.

Elias Gomes na confra de heraldo

Elias Gomes fazendo Self com Iron Mendes e Heraldo

Elias Gomes fazendo Self com Iron Mendes e Heraldo

Festa de Heraldo Selva

Festa de Heraldo Selva