A Câmara de Vereadores de Jaboatão vai apresentar “voto de repúdio” à proposta do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) de descriminalizar o aborto até o terceiro mês de gestação. A ideia causou indignação entre os parlamentares, que foram à tribuna condenar a medida, em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF).

O presidente da Casa, vereador Adeíldo da Igreja – vinculado à Igreja Católica – disse que a proposta é uma aberração aos princípios cristãos e da família. “Com tantos métodos contraceptivos é inadmissível que a mulher prefira permitir a concepção para em seguida abortar. Infelizmente as pessoas não querem assumir a responsabilidade de seus atos e o aborto termina sendo o caminho mais fácil para se livrar do problema de uma gravidez indesejada. Vamos apresentar o voto de repúdio a este partido e a qualquer outro que defender este crime”, finalizou.