30 dias de pura diversão, e depois?

Por Abraão Martins: Estamos a poucas semanas da Copa do Mundo, e parece que nada mudou na cabeça dos nossos governantes, só a cobiça, aumentou e muito. Antes, todas as obras oferecidas como soluções para os problemas de mobilidade, muitas sem a mínima necessidade, eram justificadas com a vinda do mundial, agora, que estamos com a Copa praticamente à nossa porta, nada saiu como previsto, nem os custos e nem as obras. Fora os estádios, que diga-se de passagem, um luxo de desperdício de dinheiro público, nada ficou pronto. Na internet não faltam vídeos e artigos falando mal da copa, pudera, uma parcela dos brasileiros, aqueles que realmente querem a mudança, não concorda com tanto investimento focalizado no problema errado. O Governo Federal, em resposta , vez um vídeo (abaixo) onde dá uma “satisfação” sobre os gastos e investimentos nas construções  faraônicas dos estádios. Falando que todo mundo entendeu errado e que as coisas não são bem assim como falam, enfim, prestação de contas depois de tanta repercussão negativa, não cola mais. A grande verdade é que, usaram a copa para superfaturar todo tipo de construção: pontes, avenidas, desapropriação, viadutos, sistemas de trens e metrôs, BRT, etc. mas, nada ficará pronto a tempo – pelo menos não como previsto.  Aqui em Recife, o número de obras inacabadas só aumenta, junto com a precária situação do nosso trânsito. De carona, Jaboatão...

Leia mais