arte

Todas as peças que serão expostas foram produzidas por 150 reeducandos das unidades prisionais de Pernambuco

Pelo 7º ano consecutivo a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos – SEDSDH, por meio de sua executiva de Ressocialização – SERES participa da Fenearte, que faz homenagem aos mamulengos e tem como tema “A Arte da Alegria”. O evento, que está na sua 15ª edição, acontece no Centro de Convenções de Pernambuco, de amanhã (02) até o dia 12 de julho.

A feira terá um stand, na Rua 18, nº 360, onde serão expostas peças confeccionadas pelos reeducandos das unidades prisionais de Pernambuco. Durante todo o ano essas esses produtos são comercializados em duas lojas que ficam localizadas no Shopping Paço Alfândega e na Casa da Cultura. As peças foram fabricadas por cerca de 150 artistas de diversas unidades prisionais do Estado. Os materiais utilizados na confecção dos produtos são variados, como madeira, papel, palito, tecido, metal e palha de bananeira.

Para Bernardo D’Almeida, secretário da SEDSDH essa iniciativa só fortalece a política de valorização dos reeducandos. “Sempre procuramos valorizar o trabalho que os reeducandos desenvolvem dentro dos presídios. A Fenearte vem durante anos abrindo espaço para as peças confeccionadas pelos reeducandos. Isso faz com que eles se sintam mais estimulados e valorizados na criação de suas peças”, declarou.

As formas das peças são diversificadas. As que mais chamam atenção, são: tabuleiro de xadrez, casinha de boneca, almofada, artigos para decoração, brinquedos infantis, toalhas bordadas e baú decorativo em madeira.

De acordo com o secretário da Seres, Romero Ribeiro, o trabalho é uma das principais ferramentas de ressocialização. “Incentivamos este tipo de atividade, pois além de ocupar a cabeça do recluso, serve como fonte de renda para os artesãos”, explicou o gestor. “A cada ano as peças ficam mais bonitas”, concluiu Ribeiro.

Por Marcelo Aragão – Responsável Jô Lima / Ass. de Imprensa da SEDSDH.